Palco Street Dance volta com a Yorn ao Rock in Rio-Lisboa

Este slideshow necessita de JavaScript.

O palco Yorn Street Dance conta com mais horas de dança e mais bailarinos, entre os quais Fábio Krayze, Jukebox com Blkbrds, Bootcamp, Triple DC (vencedoras do concurso Yorn Dancers) e músicos como Tekilla e TT.

  • Entre as 12h00 e as 23h00 são várias as crews e estilos que vão passar por este palco, apresentando-se como protagonista do “festival de dança” a que o público pode assistir dentro da Cidade do Rock.

Esta edição, a dança vai invadir em força a Cidade do Rock! No palco Yorn Street Dance, que conta com o patrocínio da Yorn e curadoria da Jazzy Dance Studios, 114 bailarinos vão protagonizar espetáculos verdadeiramente contagiantes, numa programação que arranca na abertura de portas (12h00) e se prolonga até às 23h00. Lançado na edição de 2012, este palco foi pioneiro, em Portugal, a integrar a dança na programação de um festival, sendo hoje um dos espaços mais procurados no recinto e protagonista do “festival de dança” que o público pode acompanhar dentro de portas.

A dança profissional tem vindo a ganhar cada vez mais relevância no Rock in Rio. Se juntarmos todos os espaços da Cidade do Rock nos quais o público pode assistir a performances de dança – Palco Mundo, EDP Rock Street, Music Valley, Super Bock Digital Stage, Pop District – temos um ‘mini festival de dança’. Além disso, se há coisa que todos gostamos é de dançar!”, afirma Roberta Medina, Vice-Presidente Executiva do Rock in Rio.

Com uma programação variada, uma nova cenografia, mais bailarinos e mais horas de dança, o Yorn Street Dance prepara-se para contagiar o público que diariamente passa pelo recinto com performances arrebatadoras. “Este ano promete ser o melhor de sempre no Yorn Street Dance. Temos três espetáculos residentes, com crews e músicos ao mais alto nível, e em todos os dias do Rock in Rio-Lisboa temos, também, artistas e crews convidados que vão engrandecer o palco. O desafio é maior mas não podíamos estar mais entusiasmados!”, refere Álvaro Lopes, Curador do Yorn Street Dance.

Conheça o cartaz do Yorn Street Dance

Os primeiros passos de dança vão ser dados no Yorn Street Dance logo às 12h00, na abertura de portas, com os Bootcamp (crew dirigida pelo conceituado coreógrafo Vasco Alves) a receber os primeiros visitantes da Cidade do Rock. Mas um dos momentos altos ficará a cargo dos Jukebox + Blkbrds. O espetáculo que na edição de 2016 esgotou este mesmo palco todas as noites promete, agora, uma combinação explosiva de bailarinos com música ao vivo a encerrar todos os dias o palco.

E porque “street dance” pede ritmos a condizer, uma das novidades desta edição é a música ao vivo. A acompanhar algumas performances de dança estarão alguns artistas portugueses, comoTekilla ou TT, que vão elevar o clima vivido neste palco a um outro patamar.

A estrear-se no Rock in Rio-Lisboa está, também, Fábio Krayze, que se prepara para um espetáculo que mistura ritmos do kuduro, afro house e funk brasileiro. Também pela primeira vez no festival estão as Triple DC, vencedoras do Yorn Dancers, na sua primeira grande performance ao vivo. Além desta crew, All About Dance Academia e BeatCrew (segundo e terceiro classificados no concurso que pôs Portugal a dançar, dando a conhecer algumas das mais talentosas crews do país), também vão atuar no maior evento de música e entretenimento do mundo.

Na Yorn acreditamos no potencial dos jovens e gostamos de desafiá-los a tirar partido daquilo que são. Queremos potenciar ao máximo aquilo que faz mexer as gerações mais novas, para que consigam concretizar os seus sonhos. É este o compromisso da Yorn: descobrir talento, dar-lhe as ferramentas certas para se expressarem e potenciar o seu sucesso”, salienta Leonor Dias, Diretora de Marca da Vodafone Portugal.

Pelo Yorn Street Dance vão, ainda, passar alguns dos melhores Bboys do país que se irão defrontar em breakdance battles, prontos para conquistar os jurados e o público. Há, também, um espetáculo “Do Mundo” dedicado a outros ritmos. De Bollywood ao Sapateado, passando pela Kizomba e pela Dança Irlandesa, não faltarão ritmos, nem motivos, para cativar novos públicos. Além de todas estas performances, o palco conta diariamente com momentos de interação entre público e bailarinos profissionais e com algumas aulas de dança.

Deixe uma resposta